Diabetes: o que é, quais os tipos, sintomas e complicações

O que é Diabetes? Quais os tipos, sintomas e complicações

diabetes mellitus ou simplesmente diabetes, é uma doença caracterizada pelo elevado nível de glicose no sangue (glicemia), resultado da falta de capacidade do organismo de produzir e / ou utilizar a insulina.

Aqui vamos lhe mostrar sobre os tipos de diabetes, sinais e sintomas, complicações, etc.

Tipos de Diabetes:

Diabetes Melitus Tipo 1 (DM1)

Geralmente diagnósticado em crianças e jovens adultos , anteriormente era conhecida como diabetes juvenil. Na DM1 o organismo não produz insulina. De 5 a 10% dos portadores são do tipo 1.
insulina é um hormônio necessário para converter açúcar, amidos e outros alimentos em energia necessária para a vida diária. Com o uso de aplicações diárias de insulina, dieta balanceada e atividade física, até mesmo crianças pequenas com DM1 podem aprender a controlar sua condição para uma vida longa, saudável e feliz.

Diabetes Melitus Tipo 2 (DM2)

Esta é a forma mais comum de diabetes, cerca de 90% dos portadores são do tipo 2. Existe uma grande relação com a obesidade e o sedentarismo. Estima-se que 60% a 90% dos portadores da doença sejam obesos. A incidência é maior após os 40 anos.

No diabetes tipo 2, ou o organismo não produz insulina suficiente ou as células ignoram a insulina. A insulina é necessária para o corpo ser capaz de usar a glicose produzindo energia. Quando você se alimenta, o corpo quebra todos os açúcares e amidos em glicose, que é o combustível básico para as células do corpo. A insulina leva o açúcar do sangue para as células. Quando a glicose se acumula no sangue em vez de ir para as células, temos a diabetes, que pode levar a sérias complicações.

Você pode prevenir ou retardar o aparecimento da diabetes tipo 2 através de um estilo de vida saudável. Mude sua dieta, aumente o seu nível de atividade física, mantenha um peso saudável … com estas medidas positivas, você pode ficar mais saudável e reduzir o risco de desenvolver diabetes.

Clique aqui e encontre notícias atualizadas sobre Diabetes mellitus
Ou se preferir, acesse Podcast sobre Diabetes

o que é diabetes | quais os tipos de diabetes | sintomas de diabetes | complicações da diabetes

 

Diabetes gestacional

As mulheres grávidas que nunca tiveram o diabetes antes, mas que têm açúcar elevado no sangue (glicemia) durante a gravidez são ditas ter o diabetes gestacional. A diabetes gestacional afeta cerca de 4% de todas as mulheres grávidas e geralmente são diagnosticadas em torno da 28ª semana.

Diabetes gestacional não tratado ou mal controlado pode afetar o seu bebê. Quando você tem diabetes gestacional, seu pâncreas trabalha para produzir insulina, mas a insulina não baixa os níveis de glicose no sangue. A insulina não atravessa a placenta, mas a glicose e outros nutrientes, sim. Logo, a glicose extra do sangue da mãe, atravessa a placenta e eleva os níveis de glicose no sangue do bebê, com isso faz com que o pâncreas do bebê fabrique insulina extra para se livrar da glicose no sangue. Como o bebê está ganhando mais energia do que necessita para crescer e se desenvolver, ele armazena esta energia extra na forma de gordura.
Isso pode levar à macrossomia, ou um bebê gordo, normalmente com peso acima de 4 kg. Devido à insulina extra fabricada pelo pâncreas do bebê, recém-nascidos podem ter níveis muito baixos de glicose no sangue ao nascer (Hipoglicemia) e também tem maior risco de ter problemas respiratórios. Bebês com excesso de insulina se tornam crianças que estão em risco de obesidade e adultos que estão em risco de desenvolver diabetes tipo 2.

Sintomas da Diabetes Tipo 1

  • Urinar em excesso;
  • sede em excesso;
  • fome extrema
  • perda de peso
  • Extrema fadiga e irritabilidade

Muitos dos sinais e sintomas do diabetes tipo 1 parecem inofensivos, levando a uma dificuldade no diagnóstico inicial. Estudos recentes indicam que a quanto mais precoce for o diagnóstico e o início do tratamento, 

menores são as chances de desenvolver as sérias complicações do diabetes.

Sintomas da Diabetes Tipo 2

  • Qualquer um dos sintomas do tipo 1
  • Infecções frequentes
  • Visão turva
  • Cortes / machucados que demoram a cicatrizar
  • Formigueiro ou dormência / nas mãos / pés
  • Recorrente pele, gengiva, ou infecções da bexiga

Normalmente os sintomas do diabetes tipo 2 são silenciosos, atrasando o diagnóstico e o início do tratamento.

Se você tiver um ou mais destes sintomas, consulte o seu médico imediatamente. O Endocrinologista é o médico especialista que trata a diabetes.

Curso Viver bem com Diabetes

 

Complicações da Diabetes

Diabetes aumenta o risco para muitos problemas sérios de saúde . A boa notícia? Com o tratamento correto e mudanças de estilo de vida, muitas pessoas com diabetespodem prevenir ou retardar o aparecimento de complicações.

Retinopatia diabética:

Você pode ter ouvido que o diabetes causa problemas nos olhos e pode levar à cegueira. Pessoas com diabetes têm um risco maior de cegueira que pessoas sem diabetes. Tudo isso pode ser evitado com consultas regulares ao oftalmologista.

retinopatia diabética é um termo geral para todas as doenças da retina causada pela diabetes. Como o filme em uma câmera, a retina registra as imagens focado nela. Mas ao contrário do filme, a retina também converte as imagens em sinais elétricos que o cérebro recebe e decodifica.

Os níveis elevados de glicose no sangue, danificam os vasos sanguíneos que se localizam atrás da retina, podendo levar a cegueira.

Pessoas que mantêm seus níveis de açúcar no sangue mais próximo do normal têm menor probabilidade de ter retinopatia.

Neuropatia Diabética:

Pessoas com diabetespodem desenvolver diversos problemas nos pés. Mesmo os problemas comuns podem piorar e levar à complicações graves. Problemas nos pés na maioria das vezes acontece quando há danos nos nervos, também chamada neuropatia, o que resulta em perda de sensibilidade nos pés. A falta de circulação sanguínea ou mudanças no formato de seus pés ou dedos dos pés também podem causar problemas.

Embora possa doer, a neuropatia diabética pode diminuir a sua capacidade de sentir dor, calor e frio. A perda de sensibilidade, muitas vezes significa que você não pode sentir uma lesão no pé. Você poderia andar o dia todo com uma pedra no seu sapato sem saber. Você poderá desenvolver uma bolha em seus pés e não senti-la. Você pode não notar uma lesão no pé até que a pele se rompa e apareça uma úlcera.

Negligenciar as úlceras podem resultar em infecções, que por sua vez pode levar à perda (amputação) de um membro. O bom controle do diabetes é importante, pois altos níveis de glicose no sangue (Hiperglicemia) dificultam o combate das infecções.

Uma das maiores ameaças a seus pés é fumar . Fumar afeta os pequenos vasos sanguíneos, causando diminuição do fluxo de sangue para os pés, desta maneira as feridas cicatrizam lentamente. A maioria das pessoas com diabetes que necessitam de amputações são fumantes.

Doenças Cardivasculares:

Pessoas com diabetes têm 4 vezes mais chances de ter um ataque cardíaco ou derrame do que outras pessoas que não tenham diabetes. A doença cardiovascular é causada pelo estreitamento ou bloqueio dos vasos sanguíneos que vão para o seu coração. É a forma mais comum de doença cardíaca. Seu sangue transporta oxigênio e outros nutrientes necessários ao seu coração. Os vasos sangüíneos que vão para o seu coração podem tornar-se parcial ou totalmente bloqueados por depósitos de gordura. Um ataque cardíaco ocorre quando o suprimento de sangue para o coração é reduzido ou interrompido de repente . Um derrame ocorre quando os vasos sanguíneos para uma parte do cérebro é subitamente interrompido por depósitos de gordura ou um coágulo de sangue.

Nefropatia Diabética (Doença renal):

Os rins são órgãos notáveis. Dentro deles há milhões de pequenos vasos sanguíneos que agem como filtros. Seu trabalho é remover os resíduos do sangue.
O diabetes pode danificar os rins causando falhas. Com as falhas, os rins perdem a capacidade de filtrar os resíduos, resultando em doença renal ou Nefropatia Diabética.

Diabetes: o que é, quais os tipos, sintomas e complicações